O Melhor site de questões do Brasil!

Questões sobre Dolo

Aumentar letra Diminuir letra

Palavra-chave:
questões com comentários do professor novo!
ImprimirImprimir página | Exibindo 1 de 5 de 60 no total.
Questões por página:
1 Q331867   Imprimir
Prova: CESPE - 2013 - Polícia Federal - Delegado de Polícia
Disciplina: Direito Penal | Assuntos: Conceito de CrimeTipicidadeDolo

Texto associado à questão Ver texto associado à questão

Segundo a teoria causal, o dolo causalista é conhecido como dolo normativo, pelo fato de existir, nesse dolo, juntamente com os elementos volitivos e cognitivos, considerados psicológicos, elemento de natureza normativa ( real ou potencial consciência sobre a ilicitude do fato ).

  • Certo      Errado



2 Q317789   Imprimir
Prova: TRT 15R - 2013 - TRT - 15ª Região - Juiz do Trabalho
Disciplina: Direito Penal | Assuntos: TipicidadeDolo

A vista do ordenamento jurídico-penal brasileiro, e de acordo com a teoria finalista da ação, há crime doloso:

  • a) se o autor do fato, conquanto não deseje o resultado de dano ou perigo, esteja consciente de sua efetiva possibilidade e acredite poder evitá-lo;
  • b) se o autor do fato, conquanto não deseje o resultado de dano ou perigo, produza-o por meio de ação ou omissão voluntária, ainda que inconscientemente;
  • c) apenas se o autor do fato detiver, em relação aos elementos do fato típico, consciência atual (dimensão intelectiva) e intenção de produzir o resultado (dimensão volitiva);
  • d) imputável a pessoas jurídicas, em regime de strict liability, independentemente de participação do elemento humano;
  • e) se o autor do fato, conquanto não deseje o resultado de dano ou perigo, esteja consciente de sua efetiva possibilidade, resignando-se com ela.



3 Q314473   Imprimir
Prova: FUNIVERSA - 2013 - PM-DF - Soldado da Polícia Militar - Combatente
Disciplina: Direito Penal | Assuntos: TipicidadeDolo

Uma pessoa maior de dezoito anos, com plena capacidade mental e psicológica, ao passar na rua por uma idosa, resolveu fazer uma brincadeira e soltou um rato
domesticado perto dela, que se assustou com o animal e resolveu correr, momento em que tropeçou, bateu a cabeça e veio a óbito.

Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa correta.

  • a) O maior de dezoito anos é ao mesmo tempo sujeito ativo e passivo, uma vez que acabou prejudicado com a reação da idosa, pois não tinha a intenção de matá-la.
  • b) Há licitude na conduta do agente, pois ele não tinha a intenção de matar a idosa.
  • c) Há tipicidade penal na conduta do maior de dezoito anos no resultado da morte da idosa.
  • d) A idosa é sujeito ativo do fato criminoso.
  • e) No caso, não haverá culpabilidade, uma vez que o sujeito passivo é idoso.



4 Q317972   Imprimir
Prova: VUNESP - 2013 - PC-SP - Agente de Polícia
Disciplina: Direito Penal | Assuntos: TipicidadeDoloCulpa

No tocante aos crimes dolosos e culposos, assinale a alternativa correta.

  • a) Em tese, o homicídio culposo traz como consequência uma pena mais grave se comparada à pena do homicídio doloso.
  • b) A negligência e a imperícia estão diretamente relacionadas ao crime culposo.
  • c) Todo e qualquer crime de trânsito que venha a causar a morte de alguém é considerado doloso.
  • d) No crime doloso, a lei não pune a simples tentativa de cometê-lo, enquanto que, no culposo, a tentativa é punida pela lei.
  • e) O crime culposo caracteriza-se quando uma pessoa possui a vontade e a consciência de cometer um crime.



5 Q312517   Imprimir
Prova: FUNCAB - 2013 - PC-ES - Médico Legista
Disciplina: Direito Penal | Assuntos: TipicidadeDoloCulpa

Há mera culpa consciente, e não dolo eventual, quando o agente:

  • a) atua sem se dar conta de que sua conduta é perigosa, e de que desatende aos cuidados necessários para evitar a produção do resultado típico, por puro desleixo e desatenção.
  • b) não quer diretamente a realização do tipo, mas a aceita como possível ou até provável, assumindo o risco da produção do resultado.
  • c) conhece a periculosidade da sua conduta, prevê o resultado típico como possível,mas age deixando de observar a diligência a que estava obrigado, por confiar que este não se verificará.
  • d) quer o resultado representado como fim de sua ação, sendo sua vontade dirigida à realização do fato típico.
  • e) não dá causa ao resultado, do qual depende a existência do crime.



Imprimir

Copyright © 2007-2014 Questões de Concursos. Todos os direitos reservados.