O Melhor site de questões do Brasil!

Questões sobre Tocantins

Aumentar letra Diminuir letra

Palavra-chave:
questões com comentários do professor novo!
Novo site do QC
ImprimirImprimir página | Exibindo 1 de 5 de 16 no total.
Questões por página:
1 Q270134   Imprimir    Questão difícil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 21% a 40%.
Prova: COPESE - UFT - 2012 - DPE-TO - Analista Jurídico - de Defensoria Pública

No norte goiano (o atual Estado do Tocantins) os conflitos entre o índio e o colonizador ocorreram principalmente no primeiro momento da colonização. Todas as medidas tomadas, referentes aos indígenas tinham como objetivo impedir que eles se tornassem obstáculos à exploração da terra pelo colonizador e determinavam que eles fossem tratados por meio da persuasão. No século XVIII, sob a administração do Marquês de Pombal a política indigenista teve novas diretrizes. (PARENTE, T. G. Fundamentos históricos do estado do Tocantins. Goiânia: Ed. Da UFG, 1999, adaptado).

A respeito das diretrizes referentes ao indígena indicadas no texto acima, é CORRETO afirmar que a política pombalina

  • a) tinha como objetivo escravizar o indígena no norte de goiás (atual Estado do Tocantins) permitindo o colonizador usar de sua mão-de-obra para o trabalho nas lavouras.
  • b) foi mais uma forma de expropriar o indígena em relação ao processo de colonização.
  • c) preocupou-se em ensinar os costumes dos brancos, permitindo ao colonizador usar a mão de obra indígena agora assalariada.
  • d) objetivava a domesticação dos índios por meio da força e violência para contribuir na catequese religiosa, mantendo assim o índio sob controle.



2 Q270135   Imprimir    Questão fácil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 61% a 80%.
Prova: COPESE - UFT - 2012 - DPE-TO - Analista Jurídico - de Defensoria Pública

Em se tratando da participação do norte de Goiás nos diferentes níveis de poder nos últimos anos da República Velha, percebe-se que as elites políticas que compunham a representação federal, Câmara e Senado, tinham sua origem nas cidades que, graças ao rio Tocantins, desenvolveram a atividade comercial, como a exportação de gado e subprodutos, com os Estados limítrofes Pará e Maranhão, facultando-lhes primazia na região (CAVALCANTE, Maria do E. S. R. O discurso autonomista do Tocantins. São Paulo: EDUSP, 2003, p. 61).

De acordo com o texto, é CORRETO afirmar que a cidade beneficiada com o desenvolvimento comercial a partir do rio Tocantins foi

  • a) Porto Nacional, cuja história está atrelada ao rio tornando-se proeminente em aspectos econômicos, políticos e culturais no norte de Goiás.
  • b) Xambioá, diante da localização de jazidas de cristal de rocha quartzo na Chapada do Chiqueirão, atraindo migrantes para o norte de Goiás.
  • c) Araguaína, em virtude de sua importância comercial para o escoamento e distribuição de mercadorias para o Norte de Goiás.
  • d) Ananás, que cresceu com a exploração do côco babaçu e ao plantio de lavouras praticado por maranhenses no norte de Goiás.



3 Q270136   Imprimir    Questão média

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 41% a 60%.
Prova: COPESE - UFT - 2012 - DPE-TO - Analista Jurídico - de Defensoria Pública

Ele se autodenomina Akwe, vive no município de Tocantínia, a 80km da capital Palmas. Culturalmente, é conhecido como o povo do trançado da seda de buriti e de capim-dourado, fibras usadas na produção de cestos, bolsas, brincos e colares de sementes de Tiririca, Jurema e Mulungu (IPHAN. Vivências e sentidos: o patrimônio cultural do Tocantins. Goiânia: IPHAN, 2008, p. 85, adaptado).

De acordo com as características culturais indígenas apontadas no texto acima, é CORRETO afirmar que se trata do povo

  • a) Xerente.
  • b) Apinayé.
  • c) Iny.
  • d) Krahô.



4 Q269919   Imprimir    Questão fácil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 61% a 80%.
Prova: COPESE - UFT - 2012 - DPE-TO - Analista em Gestão Especializado - Ciências Contábeis

Imagem 005.jpg

A respeito das diretrizes referentes ao indígena indicadas no texto acima, é CORRETO afirmar que a política pombalina

  • a) tinha como objetivo escravizar o indígena no norte de goiás (atual Estado do Tocantins) permitindo o colonizador usar de sua mão-de-obra para o trabalho nas lavouras.
  • b) foi mais uma forma de expropriar o indígena em relação ao processo de colonização.
  • c) preocupou-se em ensinar os costumes dos brancos, permitindo ao colonizador usar a mão de obra indígena agora assalariada.
  • d) objetivava a domesticação dos índios por meio da força e violência para contribuir na catequese religiosa, mantendo assim o índio sob controle.



5 Q269920   Imprimir    Questão difícil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 21% a 40%.
Prova: COPESE - UFT - 2012 - DPE-TO - Analista em Gestão Especializado - Ciências Contábeis

A luta pela terra no Bico do Papagaio é resultado de convergências de vários fatores, alguns de ordem estrutural, e outros resultantes da conjuntura histórica. No Bico do Papagaio temos a confrontação de duas ordens de interesse baseadas em racionalidades distintas: a do posseiro e a do fazendeiro ou empresário.

É CORRETO afirmar que a racionalidade do posseiro e fazendeiro, em relação à apropriação da terra, distingue-se porque

  • a) A do posseiro prevê antes de mais nada a titulação, enquanto a do fazendeiro prevê, sobretudo, a falsificação dos títulos.
  • b) A do posseiro está relacionada com a expansão de suas áreas para a produção, enquanto a do fazendeiro ou empresário tem a terra como um valor extraordinário.
  • c) A do fazendeiro está relacionada com a expansão de suas áreas e produção, enquanto a do posseiro prevê a titulação de forma ilícita.
  • d) A do fazendeiro ou empresário prevê antes de mais nada a titulação, nem que seja necessária a falsificação de títulos, enquanto que a do posseiro não tem a preocupação da titulação, a sua produção é praticada em terras indivisas e libertas.



Imprimir

Copyright © 2007-2014 Questões de Concursos. Todos os direitos reservados.