O Melhor site de questões do Brasil!

Questões do órgão/instituição Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Aumentar letra Diminuir letra

Palavra-chave:
questões com comentários do professor novo!
Novo site do QC
ImprimirImprimir página | Exibindo 161 de 165 de 530 no total.
Questões por página:
161 Q278425   Imprimir    Questão difícil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 21% a 40%.
Prova: PUC - RS - 2012 - PUC - RS - Vestibular - Prova 2
Disciplina: Literatura

No próximo mês, iniciam as Olimpíadas de Londres. O esporte torna-se ponto de convergência, e as conversas ganham as ruas, salas de aula, ambientes familiares. Se a vida é um jogo, com perdas e ganhos, a literatura também é um exercício, do qual o leitor participa na produção de signifcados. O jogo, em diferentes nuances, é o tema norteador desta prova.


INSTRUÇÃO: Responder à questão 31 com base no fragmento de texto e nas afrmativas a seguir.


“Com um relance da vista, Naziazeno percebe que o jogo já está quase feito. Mete nervosamente a mão no bolso da calça e tira os cinco mil réis. (...) A bolinha já gira. O olhar acostumado encontra facilmente o 28. Já abriu uma passagem. O seu braço estende- se, levando os cinco mil réis para aquele número. Mas um medo prudente o detém. E como o tempo urge, deposita rapidamente a cédula no retângulo da terceira dúzia.
– Feito! – observa o croupier. E, passado um momento de silêncio e de expectativa, anuncia: – 28.
Um tumulto e um estado de confusão enchem a cabeça de Naziazeno. Tem apenas uma vaga ideia de que ganhou. (...) É quando recebe o dinheiro que faz o cálculo: cinco mil réis... cento e setenta e cinco!... Tudo resolvido assim num segundo.”


Sobre o fragmento, afrma-se:


I. Pertence à obra Os ratos, texto com forte caráter psicológico.

II. Seu autor é Luiz Antonio de Assis Brasil, escritor gaúcho profícuo na construção de uma narrativa voltada para o histórico.

III. Naziazeno é um personagem resoluto, de atitu- des frmes e decididas, caráter evidenciado no excerto.

IV. A passagem “Tudo resolvido assim num segundo” faz referência à laboriosa incumbência de Nazia- zeno: conseguir dinheiro sufciente para saldar a dívida com o leiteiro.


Estão corretas apenas as afrmativas

  • a) I e II.
  • b) I e III.
  • c) I e IV.
  • d) II e IV.
  • e) II, III e IV.



162 Q278426   Imprimir    Questão difícil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 21% a 40%.
Prova: PUC - RS - 2012 - PUC - RS - Vestibular - Prova 2
Disciplina: Literatura

INSTRUÇÃO: Responder à questão 32 com base no texto e nas informações a seguir.


“Apesar desta explicação, houve uma semana em que a alegria de Camilo foi extraordinária. Ides ver. Que a posteridade me ouça. Camilo, pela primeira vez, jogou no bicho. Jogar no bicho não é um eufemismo como matar o bicho. O jogador escolhe um número, que convencionalmente representa um bicho, e se tal número acerta de ser o fnal da sorte grande, todos os que arriscaram nele os seus vinténs ganham, e todos os que faram dos outros perdem. Começou a vinténs e dizem que está em contos de réis; mas, vamos ao nosso caso. Pela primeira vez Camilo jogou no bicho, escolheu o macaco, e, entrando com cinco tostões, ganhou não sei quantas vezes mais. Achou nisto tal despropósito que não quis crer, mas afnal foi obrigado a crer, ver e receber o dinheiro. Naturalmente tornou ao macaco, duas, três, quatro vezes, mas o animal, meio-homem, falhou às esperanças do primeiro dia. Camilo recorreu a outros bichos, sem melhor fortuna, e o lucro inteiro tornou à gaveta do bicheiro. Entendeu que era melhor descansar algum tempo; mas não há descanso eterno, nem ainda o das sepulturas. Um dia lá vem a mão do arqueólogo a pesquisar os ossos e as idades. Camilo tinha fé. A fé abala as montanhas.”
Jogo do bicho, conto de Machado de Assis (fragmento).

Um dos grandes mestres do Realismo, Gustave Flaubert, afrmou que o escritor, em sua obra, deve ser como um Deus no universo: onipresente e invisível. Portanto, em tese, os narradores realistas deveriam apresentar suas histórias de forma neutra, sem interferências.


Sobre o narrador de Jogo do bicho, NÃO é correto afirmar que ele

  • a) quebra a linearidade da narrativa, apresentando digressões e comentários.
  • b) marca seu olhar onipresente com forte subjetividade, não dando espaço para dúvidas ou vacilações.
  • c) utiliza o recurso da metalinguagem ao explorar as possíveis ambiguidades da expressão “jogar no bicho”.
  • d) recorre à ironia característica em Machado, brincando com a ideia do descanso eterno que viria com a morte.
  • e) reforça a proximidade com o leitor com expressões como “Ides ver” e “vamos ao nosso caso”, recurso frequente na obra de Machado.



163 Q278428   Imprimir    Questão média

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 41% a 60%.
Prova: PUC - RS - 2012 - PUC - RS - Vestibular - Prova 2
Disciplina: Literatura

INSTRUÇÃO: Para responder à questão 33, considere o excerto de Senhora e a obra de José de Alencar.


“Aurélia sentou-se à mesa de mosaico, voltando as costas ao jardim para não ver a formosa noite que lhe caíra no desagrado. (...) Havia em cima da mesa uma caixa de jogo, donde Aurélia tirou um baralho, com que se entreteve a fazer sortes.
– Vamos jogar? disse dirigindo-se ao marido”.

Sobre o romance Senhora e a obra de Alencar, NÃO é correto afrmar:

  • a) Em Senhora, Alencar denuncia a futilidade, a mes- quinharia e os valores degradados da burguesia fluminense, construindo uma personagem que literalmente compra o marido.
  • b) No decorrer da narrativa de Senhora, o amor acaba por vencer os interesses materiais.
  • c) Senhora apresenta um forte jogo de poder entre Aurélia e Fernando Seixas.
  • d) Além de Aurélia, Alencar construiu outras fortes personagens femininas que circulam em ambientes urbanos, como Iracema e Lucíola.
  • e) Alencar produziu uma vasta obra, da qual fazem parte O sertanejo e O gaúcho, narrativas de cunho regionalista.



164 Q278429   Imprimir    Questão média

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 41% a 60%.
Prova: PUC - RS - 2012 - PUC - RS - Vestibular - Prova 2
Disciplina: Literatura

INSTRUÇÃO: Para responder à questão 34, leia os textos e as afrmativas, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) e F (falso).


Texto 1

“João Grande vem vindo para o trapiche. O vento quer impedir seus passos e ele se curva todo, resistindo contra o vento que levanta a areia. Ele foi à Porta do Mar beber um trago de cachaça com o Querido-de-Deus, que chegou hoje dos mares do Sul, de uma pescaria. O Querido-de-Deus é o mais célebre capoeirista da cidade. Quem não o respeita na Bahia? No jogo de capoeira de Angola ninguém pode se medir com o Querido-de-Deus, nem mesmo Zé Moleque, que deixou fama no Rio de Janeiro. O Querido-de-Deus contou as novidades e avisou que no dia seguinte apareceria no trapiche para continuar as lições de capoeira que Pedro Bala, João Grande e o Gato tomam.”
(Capitães da Areia, Jorge Amado – excerto)

Texto 2


“– Qué apanhá sordado?
– O quê?
– Qué apanhá?
Pernas e cabeças na calçada”
(“O Capoeira”, Oswald de Andrade)


Texto 3

“Seja de noite ou de dia
não importa o lugar
quando toca o berimbau
dá vontade de jogar

Na roda de capoeira
todos têm o seu valor
eu respeito um aluno
quanto mais um professor”
(“Capoeira que tem sangue na veia” – canção de roda de capoeira, autor desconhecido)

Sobre os textos, afrma-se:


( ) No texto 1, a capoeira é o instrumento que confere destaque a um personagem marginalizado.

( ) No texto 2, Oswald de Andrade relaciona capoeira a violência, usando linguagem de acentuada ora- lidade.

( ) No texto 3, a capoeira traz um contexto não discriminatório.

( ) Os “Capitães da Areia”, embora pouco mais que meninos, apresentam atitudes e hábitos de adultos.


A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

  • a) F – V – F – V
  • b) V – V – V – V
  • c) F – F – V – F
  • d) V – V – F – V
  • e) F – F – F – F



165 Q278431   Imprimir    Questão média

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 41% a 60%.
Prova: PUC - RS - 2012 - PUC - RS - Vestibular - Prova 2
Disciplina: Literatura

Texto associado à questão Ver texto associado à questão

Macunaíma, “o herói sem nenhum caráter” presente no fragmento, foi criado por

  • a) Oswald de Andrade.
  • b) José Lins do Rego.
  • c) Mario de Andrade.
  • d) Monteiro Lobato.
  • e) Raul Bopp.



Imprimir

Copyright © 2007-2014 Questões de Concursos. Todos os direitos reservados.