1. Comentado por Marília Matias há 7 meses.

    CONSTITUIÇÃO SEMI-RÍGIDA 
    É aquela que separa, por categorias, as normas submetidas ao processo gravoso e aquelas submetidas ao processo simplificado. 

    CONSTITUIÇÃO FLEXÍVEL:
    É aquela que admite alteração pelo mesmo processo legislativo de alteração das leis.
    OBS: AS CONSTITUIÇÕES FLEXÍVEIS NÃO SE SUBMETEM AO CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE, ISTO PORQUE NÃO HÁ SUPREMACIA E PARADIGMA.



  2. Comentado por wilson machado há 9 meses.

    acredito que essa questão refira-se a assuntos MATERIALMENTE CONSTITUCIONAIS  e FORMALMENTE CONSTITUCIONAIS. daí que o que não for constitucional (formalmente constitucional) pode ser alterado por lei ordinária. então se parte é facilmente modificada e outra parte dificilmente mudada temos que seja semi-flexível/rígida.



  3. Comentado por Ana Carolina há 9 meses.

    Neste caso ela será semiflexível (semirrígida).

    Abaixo as classificações das Constituições quanto à estabilidade:

    Imutáveis:
    Espécie rara de Constituição, não pode sofrer qualquer espécie de alteração.

    Rígida: Sempre escrita, permite alterações d etexto, contanto que observadas as regras em seu próprio texto, mais rígidas que às impostas as normas infraconstitucionais. CF do Brasil de 88.

    Semirrígida (Semiflexível): Permite alterações em seu texto, algumas sujeitas à observância de regras mais solenes e difíceis e outras passíveis de alteração através de simples observância do processo legislativo ordinário, comum às normas infraconstitucionais.

    Flexível: Normalmente não escrita, porém excepcionalmente escrita, permite a livre alteração de seu texto, por meio do processo legislativo ordinário.

    Obs:Para Alexandre de Moraes a CF de 88 pode ser considerada super-rígida por conter esm seu corpo dispositivos que não são passíveis de alteração e outros que embora possam sofrer alterações, estão condicionados a observância de regras mais severas que as impostas às demais espécies normativas.

    Fonte:Direito Constitucional - Série Leituras Jurídicas Provas e Concursos - Paulo Roberto Figueiredo Dantas. Ed. Atlas



  4. Comentado por Dan há aproximadamente 1 ano.

    ITEM ERRADO
    TRATA-SE DA CONSTITUIÇÃO SEMI-RÍGIDA, QUE ADOTA UM MODELO HÍBRIDO DE ALTERAÇÃO. PARTE DO TEXTO PODE SER ALTERADA FACILMENTE E OUTRA POR UM PROCESSO MAIS SOLENE. EX: ART. 178 DA CF-1824.



  5. Comentado por Dido Gomes há aproximadamente 1 ano.

    Gabarito Errado. 

    Trata-se de uma constitiuição SEMI - RIGIDA ou SEMI - FLEXÍVEL. Esse tipo de constituição possui uma parte flexível, podendo ser alterada sem nehum procedimento especial e uma parte que para ser alterada precisaria de um rito especial. 

    Exemplo: desta espécie de constituição foi a CF de 1824 no Brasil.

    Fonte: Professor Vítor Cruz - Ponto dos Concursos. Direito constitucional nas 5 fontes aula 01 página 45.



  6. Comentado por Márcia há aproximadamente 1 ano.

    O próprio enunciado tem a resposta ao afirmar que "que tudo o que não é constitucional pode ser alterado, sem as formalidades referidas, pelas legislaturas ordinárias". Ora, parece obvio que se se tratar de questões constitucional haverá dificuldade ou impossibilidade de alteração,logo trata-se de  contituição semi rígida pois tem uma parte de fácil alteração e outra de difícil alteração,simples assim. Quem dera se toda questão fosse nesse nível. rsrsrs



  7. Comentado por Luis Ericera há mais de 3 anos.

    ERRADA!!!
    É SEMI-RÍGIDA.

    A constituição semi-rígida é aquela que exige um processo mais difícil para 
    alteração de parte de seus dispositivos e permite a mudança de outros 
    dispositivos por procedimento simples, de elaboração das demais leis. 



  8. Comentado por Bueno há mais de 3 anos.

    No caso em tela, quanto ao critério de classificação de constituições por sua alterabilidade, teríamos uma constituição semiflexível ou semi-rígida.

    Mas, como corretamente indicado anteriormente por um usuário do fórum, caso a quiséssemos classificar também por seu conteúdo, teríamos uma constituição material.

    Ocorre, porém, que o enunciado da questão exigia apenas que o candidato usasse o critério quanto à alterabilidade das constituições.



  9. Comentado por Daniel há mais de 3 anos.

    Questão errada.

    A constituição Y é semi-rígida.



  10. Comentado por Bruno Beterraba há mais de 3 anos.

    Sinceramente, vejo no enunciado a descrição de uma constituição em seu sentido material, haja vista que essa diferença quanto à estabilidade não afeta a "constitucionalidade" da Constituição, mas no caso versado na questão sim. Veja que a questão não fala só da alterabilidade, fala que TODO O MAIS NÃO É CONSTITUCIONAL. Mesmo nas Constituições Flexíveis e Semi-rígidas, as normas que podem ser alteradas pelo memso processo legislativo ordinário são consideradas constitucionais, em que pese serem apenas no nome.



  11. Comentado por Hudson Satolo há mais de 4 anos.

    Este é um exemplo de constituição semi-rígida, ou semi-flexível. Conforme José Afonso da Silva, este tipo de constituição não apresenta uma rigidez distinta para sua alteração, nem a plasticidade de uma norma infraconstitucional. Um exemplo clássico deste tipo de constituição é a brasileira de 1824.



  12. Comentado por Fernando Vieira - Goiânia - GO há mais de 4 anos.

    Semi-flexível ou semi-rígida



  13. Comentado por Evelyn Beatriz há mais de 4 anos.

    ERRADO.Nesta determinada situação hipotética apresentada a Constituição Y será semi-rígida. Vejamos a diferença entre constituição flexível e constituição semi-rígida:- Constituição flexível: pode ser modificada pelas regras do processo legislativo comum, ou seja, não há formalidades especiais para sua modificação.- Constituição semi-rígida: podem ser alteradas, em parte pelo processo legislativo comum e em parte, por processo especial. Ou seja, distingue entre matérias constitucionais e não constitucionais, exigindo, para as da primeira categoria, um processo especial de reforma, diverso do adotado na legiferação ordinária e permitindo, para as da segunda categoria, sua reforma pelo mesmo processo da elaboração das leis.Frise-se, por fim, que a CF/88 é rígida sendo necessário um processo especial de reforma para toda e qualquer reforma e/ou alteração na norma constituição.



Ocultar