1. Comentado por SANDRA REGINA COSTA NASCIMENTO há 4 meses.

    No Brasil não é permitido o direito de Secessão.



  2. Comentado por Haroldo Gonçalves Ramos Junior há 9 meses.

    To achando que o site questoesdeconcursos que errou ao definir o gabarito, sem lógica!



  3. Comentado por Reinaldo Charão Ferreira há 11 meses.

    Neste tipo de questão, quem não domina um pouco o vocabulário português está FUDIDO!!! (kkkkkkk....)



  4. Comentado por davi há aproximadamente 1 ano.

    No Brasil não há direito de secessão! ou seja. Nenhum Estado - Membro pode retirar-se da federação, já que a República Federativa do Brasil é formada pela união indissóluvel dos Estados, do DF e dos Municípios. Aliás, se qualquer Estado tentar se retirar da Federação, deve ser decretada a intervenção federal (art. 34, I).



  5. Comentado por Adriana Arantes há mais de 2 anos.

    Deivison,

    Obrigada pelo esclarecimento, ja que secessão é separação, fiquei confusa a respeito.

    Agora percebi a diferença.

    tks



  6. Comentado por Deivison Eduardo De Freitas há mais de 3 anos.

    Secessão : Secessão nada mais significa que um Estado tem o direito de se separar de uma união formada por outros Estados. Neste caso, existem duas possibilidades. Uma delas é a chamada federação, que é uma união de Estados na sua forma indissolúvel. Por outro lado, existe a chamada confederação de Estados, que dá a possibilidade de um Estado se separar dos demais.



  7. Comentado por Karen Bezerra há mais de 3 anos.

    A indissolubilidade do vínculo federativo é característica marcante da nossa forma de estado. É chamada “impossibilidade de secessão”. Nossa união é indissolúvel.

    A Federação é listada como uma das cláusulas pétreas (art. 60,§4º, I, CF);



  8. Comentado por ANDRE DAS CHAGAS SOUSA há mais de 3 anos.

    O caput do art. 1º da CF/88 trouxe o princípio da indissolubilidade do vínculo
    federativo, que proíbe qualquer movimento separatista em nosso país. Isso não
    impede que os Estados e municípios criem subdivisões, fusões ou incorporações. O
    que se proíbe é a invocação de direito de secessão para a criação de um novo
    Estado soberano.
     



  9. Comentado por -Di£go C.A:. há mais de 3 anos.

    secessão (separação), tendo em vista que um dos princípios fundamentais da República é a forma federativa do Estado, que também é considerada cláusula pétrea:

    CF, Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

    CF, artigo 60, § 4º - Não será objeto de deliberação a proposta de emenda tendente a abolir:

    I - a forma federativa de Estado;

     



  10. Comentado por Rodrigo Silveira Anjos há mais de 3 anos.

    Secessao é o direito conferido a Formas de Estado Confederados... na federaçao nao há secessao!



  11. Comentado por Thiago há mais de 3 anos.

    Para comlementar:

     

    Secessão

    substantivo feminino
    1 ato de separar do que estava unido; separação
    2 Rubrica: termo jurídico.
    separação de uma porção da unidade política para constituir outra

    (Houaiss)



  12. Comentado por sidney barbosa da maia há mais de 3 anos.

    RESPOSTA: CORRETA

    Dos Princípios Fundamentais

    Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos. (Portanto 1° tópico certo divide-se o Estado em Federações).

    DA Organização Político- Administrativa

    Art. 18. A organização político-administrativa da República Federativa do Brasil compreende a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, todos autônomos, nos termos desta Constituição.(Aqui representa a Autonomia dada aos entes da federação).

    -República Federativa é uma aliança política, institucional cultural  e administrativa de caráter permanente ou união indissolúvel entre Estados-Membros interdependentes (respeitando-se a repartição de competências ou divisão de funções, assegura-se a autonomia política, mas não a soberania, pois, não se reconhece o direito de secessão).( JUS- navigandi)

     



Ocultar