1. Comentado por Frigg Kersting Chaves há aproximadamente 1 ano.

    Foi Sarney quem reatou relações com Cuba, mas o reatamento das relações com a URSS só ocorreu no governo João Goulart. Tarefa desempenhada pelo ministro das Relações Exteriores, San Tiago Dantas, em 23/11/1961. 

    História da Política Exterior do Brasil, Amado Cervo e Clodoalbo Bueno, FL. 368



  2. Comentado por pzs há mais de 2 anos.

    Errado. Reatamento com URSS no Governo Jânio, e com Cuba no Governo Sarney.



  3. Comentado por Yara há mais de 2 anos.

    O rompimento de relações diplomáticas do Brasil com...

    URSS - aconteceu em 1947, durante o governo de Dutra, que promovia o alinhamento automático com os EUA e rechaçava as iniciativas socialistas. Inclusive, nesse mesmo ano, tratou de colocar, aqui no Brasil, o PCB (Partido Comunista Brasileiro) na ilegalidade;

    Cuba - foi em 1964, por Castello Branco (o "passo fora da cadência", de Amado Cervo), que promoveu o rompimento por considerar Cuba uma ameaça, no que diz respeito à segurança do hemisfério, uma vez que, segundo o gov brasileiro, ela destilava ideias marxistas-leninistas. Ou seja, atendeu-se ao imperativo de segurança coletiva.

    Já o reatamento de relações diplomáticas do Brasil com...

    URSS - aconteceu apenas 14 anos mais tarde, em 1961, por Jânio Quadros, por acordos comerciais que começaram a ser desenhados dentro de um cenário de Política Externa Independente (PEI) no Brasil.

    Cuba - ocorreu em 1986, por Sarney, que, com a redemocratização do país, decidiu resolver o imbróglio envolvendo os vizinhos da América Latina. Fim do antigo discurso de rechaço aos socialistas. Ou seja, o reatamento de relações com Cuba aconteceu depois da PEI, bem depois...



  4. Comentado por manuela valença há mais de 2 anos.

    O reatamento das relações com Cuba ocorre no governo anterior: o do presidente Jânio Quadros.



Ocultar