O Melhor site de questões do Brasil!

Questões da prova UNICENTRO - 2011 - UNICENTRO - Vestibular - Sociologia 1

Aumentar letra Diminuir letra

Palavra-chave:
questões com comentários do professor novo!
Novo site do QC
ImprimirImprimir página | Exibindo 1 de 5 de 15 no total.
Questões por página:
1 Q266758   Imprimir    Questão fácil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 61% a 80%.
Prova: UNICENTRO - 2011 - UNICENTRO - Vestibular - Sociologia 1

Considerando-se as grandes mudanças que ocorreram na história da humanidade, aquelas que aconteceram no século XVIII — e que se estenderam no século XIX — só foram superadas pelas grandes transformações do final do século XX. As mudanças provocadas pela revolução científico-tecnológica, que denominamos Revolução Industrial, marcaram profundamente a organização social, alterando-a por completo, criando novas formas de organização e causando modificações culturais duradouras, que perduram até os dias atuais. (DIAS, 2004, p. 15).

Sobre o surgimento da Sociologia e as mudanças ocorridas na modernidade, é correto afirmar:

  • a) A intensificação da economia agrária em larga escala nas metrópoles gerou o êxodo para o campo.
  • b) O aparecimento das fábricas e o seu desenvolvimento levou ao crescimento das cidades rurais.
  • c) O aumento do trabalho humano nas fábricas ocasionou a diminuição da divisão do trabalho.
  • d) A agricultura familiar desse período foi o objeto de estudo que fez surgir as ciências sociais.
  • e) A antiga forma de ver o mundo não podia mais solucionar os novos problemas sociais



2 Q266759   Imprimir    Questão fácil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 61% a 80%.
Prova: UNICENTRO - 2011 - UNICENTRO - Vestibular - Sociologia 1

Um dos temas mais comuns da Sociologia, discutido na vida do trabalho, refere-se ao acúmulo desigual do capital e à luta existentes entre as diferentes classes sociais. Um dos autores clássicos da Sociologia acompanhou as mudanças causadas pela produção industrial, as desigualdades que dela resultaram e escreveu sobre o desenvolvimento do capitalismo. Trata-se, nesse caso, de

  • a) Karl Marx.
  • b) Max Weber.
  • c) Émile Durkheim.
  • d) Augusto Comte.
  • e) Herbert Spencer.



3 Q266760   Imprimir    Questão média

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 41% a 60%.
Prova: UNICENTRO - 2011 - UNICENTRO - Vestibular - Sociologia 1

O sertanejo é, antes de tudo, um forte. Não tem o raquitismo exaustivo dos mestiços neurastênicos do litoral. A sua aparência, entretanto, ao primeiro lance de vista, revela o contrário. Falta-lhe a plástica impecável, o desempeno, a estrutura corretíssima das organizações atléticas. [...] Entretanto, toda essa aparência de cansaço ilude. Nada é mais surpreendedor do que vê-la desaparecer de improviso. Naquela organização combalida, operam-se, em segundos, transmutações completas. Basta o aparecimento de qualquer incidente exigindo-lhe o desencadear das energias adormecidas. O homem transfigura-se.

Empertiga-se, estadeando novos relevos, novas linhas na estatura e no gesto; e a cabeça firma-se- lhe, alta, sobre os ombros possantes aclarada pelo olhar desassombrado e forte; e corrigem-se-lhe, prestes, numa descarga nervosa instantânea, todos os efeitos do relaxamento habitual dos órgãos; e da figura vulgar do tabaréu canhestro reponta, inesperadamente, o aspecto dominador de um titã acobreado e potente, num desdobramento surpreendente de força e agilidade extraordinárias. (CUNHA, 2001, p. 207-208).

Sobre a obra da qual foi extraído o fragmento em evidência, muito conhecida pela análise histórica que faz sobre a Guerra de Canudos (1987), mas que realiza um grande exame sobre a terra e o homem do Nordeste, através de uma ótica permeada pelo positivismo, é correto afirmar:

  • a) Tratou da relação entre o privado e o público como uma peculiaridade do modo de ser brasileiro.
  • b) Fez, nesse trecho, uma alusão à obra de Sérgio Buarque de Holanda — “Raízes do Brasil”.
  • c) Analisou a unidade nacional, baseando-se em diferenças regionais, culturais e éticas.
  • d) Enfatizou a miscigenação como uma novidade cultural da colonização portuguesa.
  • e) Construiu um perfil psicológico do brasileiro baseado na força dos sertanejos.



4 Q266761   Imprimir    Questão média

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 41% a 60%.
Prova: UNICENTRO - 2011 - UNICENTRO - Vestibular - Sociologia 1

Do ponto de vista do agente, o motivo é o fundamento da ação; para o sociólogo, cuja tarefa é compreender essa ação, a reconstrução do motivo é fundamental, porque, da sua perspectiva, ele figura como a causa da ação. Numerosas distinções podem ser estabelecidas e Weber realmente o faz. No entanto, apenas interessa assinalar que, quando se fala de sentido na sua acepção mais importante para a análise, não se está cogitando da gênese da ação, mas sim daquilo para o que ela aponta, para o objetivo visado nela; para o seu fim, em suma. (COHN, 1979, p. 27).


A categoria weberiana que melhor explica o texto em evidência está explicitada em

  • a) A ação social possui um sentido que orienta a conduta dos atores sociais.
  • b) A luta de classes tem sentido porque é o que move a história dos homens.
  • c) Os fatos sociais não são coisas, e sim acontecimentos que precisam ser analisados.
  • d) O tipo ideal é uma construção teórica abstrata que permite a análise de casos particulares.
  • e) O sociólogo deve investigar o sentido das ações que não são orientadas pelas ações de outros.



5 Q266762   Imprimir    Questão muito fácil

O índice de acertos para essa questão está na faixa de 81% a 100%.
Prova: UNICENTRO - 2011 - UNICENTRO - Vestibular - Sociologia 1

De acordo com as análises de Karl Marx, a divisão social do trabalho revela duas classes que se contrapõem.


Na produção capitalista, as duas classes antagônicas são as indicadas em

  • a) senhor e escravo
  • b) clero e burguesia.
  • c) servos e senhores.
  • d) nobreza e burguesia.
  • e) burguesia e proletariado.



Imprimir

Copyright © 2007-2014 Questões de Concursos. Todos os direitos reservados.